Tendências tecnológicas que vão revolucionar o seu assoalho pélvico


A tecnologia vem fazendo parte do nosso dia a dia e a área da saúde não poderia ficar obsoleta. Por isso, as grandes empresas vêm investimento fortemente em inovações tecnológicas para otimizar a funcionalidade do assoalho pélvico que também sofre os danos do processo de envelhecimento e de outros fatores.

Um de nossos objetivos – Caroline Valeton Fisioterapia Pélvica – é poder trazer essas novidades ao alcance dos nossos clientes, ou seja, agregar a tecnologia aos tratamentos tradicionais para alcançar resultados mais satisfatórios. Com isso, fechamos parcerias com alguns centros médicos de referência em Curitiba e disponibilizamos os aparelhos de última geração em reabilitação do assoalho pélvico. Qual é a vantagem? Você será acompanhado por uma Fisioterapeuta Pélvica que é a profissional habilitada para entender as suas necessidades e fazer a correta indicação dos tratamentos, perante uma avaliação criteriosa.


Laser Er:Yag 2940nm Intravaginal – Plataforma Solon® Femina

Essa plataforma oferece um tratamento eficaz e versátil para tratar os sintomas do canal vaginal e da vulva (região externa – períneo), tais como: flacidez – aparência inestética, secura vaginal (falta de lubrificação), atrofia genital (hipoestrogenismo), alterações do pH vaginal (candidíase de repetição) e incontinência urinário de esforço leve. O laser estimula a produção de colágeno, favorece o aumento dos vasos sanguíneos que melhoram a lubrificação vaginal e aumenta a produção de glicogênio (“combustível” para as células). Tudo isso favorece a melhora da função sexual e das estruturas que formam o assoalho pélvico.


Radiofrequência Intravaginal – Plataforma BTL® Ultra Femme 360º

É um tratamento não-invasivo e não exige downtime, ou seja, a paciente retorna a sua atividade sexual normalmente. A radiofrequência estimula a produção de neocolágeno e melhora o colágeno já existente no tecido, favorecendo, dessa forma, os sintomas de frouxidão vaginal que diminuem o prazer sexual. Acontece uma bioestimulação no tecido vaginal.

Cadeira tecnológica de ondas eletromagnéticas - BTL Emsella®

É um aparelho não-invasivo, em formato de cadeira, que emite ondas eletromagnéticas de alta intensidade, focalizadas e denominadas HIFEM e causa a estimulação de toda a musculatura do assoalho pélvico. O objetivo é fortalecer essa região e melhorar as perdas involuntárias de urina por esforço (ex: tosse, espirro, etc.). Serve para complementar o trabalho da Fisioterapia Pélvica.


Biofeedback Eletromiográfico - Miotec®

O aparelho de biofeedback otimiza o trabalho na reabilitação dos músculos do assoalho pélvico. Por meio de eletrodos, aplicados superficialmente, pode-se avaliar e tratar com maior precisão a função muscular e o paciente consegue visualizar tudo isso numa tela acoplada. É indicado tanto para o fortalecimento muscular quanto para casos de incoordenação muscular (dificuldade para evacuar e urinar) e hipertonia não-neurogênica (tensão na musculatura que leva à dor na relação sexual ou dores anorretais).