O que é Fisioterapia Pélvica?

É uma área específica da Fisioterapia que avalia, trata e previne os sintomas do trato urinário inferior e as disfunções da musculatura do assoalho pélvico de homens, mulheres e crianças.


Disfunções tratadas pela Fisioterapia Pélvica:

  • Incontinência Urinária (perda involuntária de urina)
  • Enurese Noturna (“fazer xixi na cama”)
  • Bexiga Hiperativa (vontade súbita de urinar associada ao aumento da frequência miccional)
  • Síndrome da Bexiga Dolorosa ou Cistite Intersticial
  • Incontinência Fecal (perda involuntária de fezes)
  • Constipação (“intestino preso”)
  • Disfunções Anorretais (Anismo) decorrentes da incoordenação muscular durante a evacuação (dificuldade em expulsar as fezes, contração indevida da musculatura ao redor do ânus)
  • Dor Pélvica Crônica (dor pélvica decorrente de Endometriose e/ou outras patologias)
  • Dispareunia (dor durante a relação sexual)
  • Vaginismo (contração involuntária da musculatura ao redor da vagina durante a relação sexual)
  • Preparo do assoalho pélvico para o parto normal e prevenção de disfunções decorrentes da gestação e partos.

Compreende-se por tratamento conservador (Fisioterapia), as técnicas que não envolvam o manejo cirúrgico e a terapia medicamentosa. A Sociedade Internacional de Continência (ICS) indica a Fisioterapia Pélvica como a primeira linha de tratamento para muitas das disfunções do assoalho pélvico.

A Fisioterapia Pélvica pode prosseguir com a seguinte conduta:
- Avaliação: histórico do paciente e exame físico;
- Diagnóstico;
- Prevenção;
- Tratamento das disfunções do assoalho pélvico.

O Fisioterapeuta é o único profissional que possui conhecimento e habilidades técnicas da Fisioterapia. Procure um profissional habilitado para atender essa área.

Quais são as técnicas utilizados pela Fisioterapia Pélvica?

  • Treinamento da musculatura do assoalho pélvico
  • Biofeedback por eletromiografia ou manometria: utilização de sensor para capturar um evento fisiológico corporal, é uma terapia adjuvante à reabilitação
  • Eletroneuroestimulação: utilização da corrente elétrica para obter respostas terapêuticas
  • Terapia manual: técnicas de massagem, manipulação ou mobilização
  • Modalidades térmicas
  • Mudanças do estilo de vida
  • Cronograma de micções e outras técnicas para controle da bexiga e do intestino
  • Dispositivos mecânicos